quinta-feira, 30 de maio de 2013

PRESTE ATENÇÃO: HÁ ALGO DE PODRE NO REINO DA LIVRARIA CULTURA

Nenhum comentário:
Link direto para esta postagem
Logomarca da Livraria Cultura com slogan: Ler para ser

Já está mais do que na hora de nós, consumidores, pararmos de consumir produtos e serviços de empresas que não respeitam seus funcionários, não os pagam verdadeiramente bem, não dão condições de vida digna, não garantem possibilidade de crescimento... 

#Fail muito feio D. Livraria Cultura.

Uma empresa pela qual eu tinha alguma admiração, passa a estar sub júdice, desde já! Eu me recuso a comprar qualquer coisa desta empresa, até que me provem o contrário sobre esta história... Que tal fazer o mesmo?

Foto em preto e branco com mulheres em passeata com um cartaz escrito: contra a censura pela cultura

Prestemos atenção neste excelente caso de indignação, ainda insolúvel, mas sintomático, podemos aprender muito com ele, convido-os à leitura desta postagem que explica com mais detalhes o cheiro de algo podre no reino da Livraria Cultura:


E curtam os desabafos nesta página do Facebook: 

https://www.facebook.com/EMOURAMeRepresenta

O que vc pensa sobre isto? Comente...

quinta-feira, 23 de maio de 2013

DAS DISTORÇÕES DO BOLSA FAMÍLIA

3 comentários:
Link direto para esta postagem

1) Assista o vídeo e responda:



a) Por isso que temos que acabar com o Bolsa Família!

b) Deveria haver uma regra pra obrigar o uso do $ do Bolsa Família naquilo que é importante

c) "O Bolsa Família só sustenta vagabundo!"

d) O Governo deveria investir na infraestrutura do país com o $ do Bolsa Família

e) Nenhuma das anteriores, eu sou consciente de que o bolsa família cumpre uma importante função social, inclusive fazendo girar amplamente as economias locais, gerando empregos, já que as pessoas compram coisas e, por exemplo mínimo, pra comprar coisas é necessário produzir coisas, ter vendedores de coisas, transporte de coisas e etc... Além disso, esta espontânea Senhora é apenas fruto da sociedade que somos e fazemos, suas palavras na boca de uma mãe de classe média não indignariam tanto, embora devessem, já que uma calça não pode custar R$300 e nós não deveríamos comprá-las pra não estimular esse mercado predador e salvagem, mas "compramos". Também não penso que devamos nos portar como burgueses indomáveis que supõem saber como é o "melhor jeito de viver" e assim impormos nossos dogmas sociais às demais pessoas. Bem como compreendo perfeitamente que há "vagabundos" em todas as classes sociais, muitos inclusive são filhos de gente que tem muito dinheiro, ganho às custas da exploração do trabalho dessa gente que hoje recebe o Bolsa Família. Por fim, acredito que este cenário só vai se modificar quando REALMENTE o governo transformar e investir radicalmente na educação/conhecimento que, em suma, é a única riqueza verdadeira que uma pessoa pode se beneficiar por toda uma vida.